Projeto Construindo na Interação

Atividade Desenvolvida pela Cáritas Diocesana de Jundiaí, no Centro Comunitário São Francisco de Assis, para atendimento da comunidade do território do Novo Horizonte e imediações. Através de Parceria Pública, com termo de Fomento e recursos financeiros do Fundo Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente de Jundiaí.

A proposta tem por objeto desenvolver atividades de atendimento na Assistência Social, junto à família, na defesa e garantia de diretos da criança e adolescentes, na conscientização da comunidade e no estímulo da convivência familiar e comunitária.

Objetivo Geral:

  1. Empoderar os pais e/ ou responsáveis das crianças e adolescentes, no que tange aos valores, diálogo, escuta, para que dêem ressignificação no convívio com os filhos através das experiências vivenciadas.

Objetivo (s) Específico(s):

1 – Fortalecer os vínculos intrafamiliares para que haja trocas sócio afetivas no lar e diminuição de situações de violência;

2 – Prevenir situações de risco referente ao uso e tráfico de drogaspara crianças e adolescente;

3 – Realizar atividades socioeducativas e formativas para as famílias no período noturno e aos finais de semana;

4 – Proporcionar atividades esportivas e culturais como meio de inserir a cultura da paz através de jogos colaborativos;

5- Desenvolver atividades recreativas conjuntas entre pais e filhos, para trocas de experiências e vivências, no período noturno e aos finais de semana.

Público Alvo a ser atingido:

  • 70 (setenta) crianças e adolescentes, de ambos os sexos, de 07 a 17 anos, residentes no Jd. Novo Horizonte e imediações (Vetor Oeste).
  • 35 famílias, pais e/ ou responsáveis das crianças e adolescentes, atendidas na OSC, com participação de 80% das reuniões, encontros, passeios e das atividades de brincadeiras de interação.

Metodologia:

A metodologia proposta pela entidade é de atuar junto à comunidade, identificando demandas sociais, articulando parcerias para facilitar o acesso a serviços de promoção social, fomentando o protagonismo, fortalecendo os laços de integração da comunidade.

O serviço se dá por livre adesão, com sistema de porta aberta, o que não inviabiliza a execução de ações contínuas, permanentes e planejadas. As intervenções ocorrem através de experiências lúdicas, culturais, artesanais, audiovisuais, artísticas, esportivas e recreativas, como formas de expressão, interação, aprendizagem, sociabilidade e proteção social, compreendendo a pluralidade e a diversidade cultural e social.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *